Notícias

MENSAGEM DELLA MORENA

Reflexão Della Morena - 27.nov.2019

Equivocar- se pode ser uma falha humana , porém , enganar ao próximo é pecaminoso e imperdoável. E como é deprimente sentir- se enganado pelo nosso semelhante! Baseados nessa experiência , pensemos no quanto temos nós entristecido o Senhor , com tantas atitudes e gestos enganosos . Tantas vezes lhe oferecemos um serviço imperfeito ,uma oferta mesquinha , tentando enganá-lo com falsas alegações . A verdade é que nunca paramos para avaliar as consequências de tais atos-a lei do retorno " Pois maldito seja o enganador..."

O pobre velhinho chegou ofegante na casa do filho . Estava quase na hora do almoço . O netinho o acariciou , procurando agradá-lo, porque na verdade gostava muito do avô . Entretando, uma tosse violenta o impedia de corresponder aos agradados e á docilidade do netinho tão amigo.

A mesa foi posta e ele convidado secamente a participar da refeição . Sentados ali , a criança reclamou ingenuamente:

-Mamãe , onde está a carne que esteve preparando de manhã? O vovô só vai comer essa verdurinha com arroz e feijão? Nós gostamos de carne , não é mesmo , vovô ? Precisamos ficar fortes ...

A mãe ,contrariada , desculpou - se diante do sogro , afirmando que o garoto estava enganado e que naquele dia, lamentavelmente , estavam sem carne. O pai da criança permaneceu calado; não defendeu e nem acusou... Diante do ocorrido , o pobre velhinho mal comeu algumas colheradas e , pedindo licença ,saiu da mesa. Colocando o chapéu e firmando-se na bengala , foi à rua. Estava com uma enorme pena do netinho , que reclamava a falta da carne e, desconhecendo a situação econômica do filho ,entrou no açougue mais próximo ,comprou três bifes e retornou o mais depressa que suas pernas já cansadas permitiram. Ao penetrar na sala, encontrou todos ainda sentados à mesa , mas não podia acreditar naquilo que os seus olhos viam . É que , naquele momento , os pratos de comida dispostos sobre a mesa , não eram os mesmos que deixara ao sair . Agora havia carne , salada bem substanciosa... Estava tão abalado que quase não conseguia dizer qualquer palavra! Apenas permitiu que duas grossas lágrimas rolassem pelas faces enrugadas...Filho e nora emudeceram.

Um pouco mais refeito daquele gesto impiedoso o velhinho estendeu a mão trêmula e , entregando os três bifes , disse-lhes com voz embargada:

- Vocês não precisavam ter-me enganado! Com pena especialmente do netinho , lancei mão dos parcos recursos que trouxe para comprar um xarope , a fim de satisfazer o desejo da criança , comprando esses bifes. Vocês não tinham o direito de agir assim ; isso magoou-me profundamente , porque sempre lutei , até sacrificando as minhas necessidades pessoais , em benefício dos meus filhos . Só espero que essa criança , que acaba de presenciar esse quadro infame , jamais proceda assim com quem quer que seja ... Adeus!

relacionadas